InícioRPG TibiaRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Historia do povo Lombardo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Zé dos Corvo
6000?! Esse só pode ser o Xela!
6000?! Esse só pode ser o Xela!
avatar


Ficha da Personagem
Personagem:
Vocação:

MensagemAssunto: Historia do povo Lombardo   Qui Jun 12, 2008 10:59 am

Historia do povo Lombardo

Esse texto refere-se a população que
ocupou a Europa na antiguidade, não
tendo nenhuma ligação direta com a
Langobardis, serviu apenas como
fonte de inspiração para a criação dos
ideais, nomes e outros. É interessante
a leitura do texto a fim da formação
de uma cultura a respeito das origens
culturais do grupo.


Os Lombardos eram um povo que habitava a região meridional da Escandinávia, devido a vários fatores que tornavam a região citada inapta, o povo lombardo começou uma migração em direção ao sul, ao se fixar em uma região que hoje chamamos de Europa oriental, entrou em conflito com os vândalos, povo germânico com grande volume populacional.

Mesmo os lombardos tendo adquirido a fama de invencíveis guerreiros, sabiam que isso não seria suficiente para derrotar a vantagem numérica dos vândalos, os lideres dos vândalos oravam a Odin, pedindo a este que lhes concedesse a vitória, porem Odin decretou que seria vencedor o povo que ao nascer do sol fosse antes visto por ele. Já o rei lombardo e seus filhos recorreram a esposa de Odin, Frrig, que deu-lhes um conselho, deveriam estar todos no campo de batalha ao nascer do sol, homens e mulheres, as mulheres deveriam ir com os cabelos soltos até embaixo do queixo, para se passarem por homens.

Quando o sol nascia Frigg fez com que Odin se virasse para o lado dos lombardos, e este ao não reconhecer de que povo se tratava perguntou, “Quem são aqueles com as longas barbas?”, a deusa simplesmente respondeu, “Já que lhe destes um nome, dê-lhes também a vitória.”. A partir disso surge o nome lombardos, os de barbas longas, este povo era anteriormente chamado de Winnili.

Ao invadirem a península itálica, no ano 568, a população lombarda estava em seu mínimo histórico, sendo questão de debate ainda hoje, como conquistaram tão facilmente a região. O fato é que expulsaram facilmente os Bizantinos e pouco depois renderam os Ostrogodos, não conquistando apenas os territórios da igreja e o extremo sul da península, onde os Bizantinos faziam forte resistência para não perderem seus portos para o mediterrâneo.



O chefe de estado lombardo era o rei, que comandava o exercito, o poder judiciário e o poder administrativo, poderes subdivididos aos vários duques por ele nomeados e que lhe deviam obediência, o titulo de duque era vitalício, mas não hereditário. Os cargos militares sempre tiveram grande destaque, mantendo nos altos cargos apenas os de sangue lombardo, aos generais das guarnições era cedido uma extensão de terra com direito a hereditariedade, afim de que pudessem se sustentar.

Quanto a estrutura social lombarda, era composta pela família real; pelos duques que eram nomeados; pelos gastaldos que eram altos cargos públicos com funções civis, militaeres, jurídicas, entre outras; pelos soldados de estirpe lombarda; os homens livres de estirpe lombarda; os homens livres de outras descendências que eram normalmente contratados como mercenários pelo exercito; e os servos que eram os povos anteriormente conquistados.

Vale ressaltar a forte índole guerreira, a ponto que o rei era nomeado pela assembléia dos homens livres, que elegia como rei um dos altos cargos militares, não existindo assim dinastias. Inicialmente a religião era o culto aos deuses Vanirs, deuses da fertilidade do paganismo nórdico, mas durante a migração nota-se uma alteração nesses costumes, passando a uma grande adoração também para com os Aesirs, deuses da guerra do paganismo nórdico.

Após a fixação na península itálica, a igreja católica tentou constantemente converter o povo lombardo, a fim de subjugar esse povo ao seu domínio controlando assim praticamente toda a Europa, o rei Autari proibiu então ao povo lombardo de batizar seus filhos segundo a religião cristã, impedindo a absorção do império pela cultura românica.

No ano 773, o papa Adriano I, decidiu retomar as batalhas contra os lombardos exigindo a entrega de territórios para o domínio da igreja, Carlo Magno avançou sobre a península em nome do papa e conquistou a capital do reino, Pavia, se nomeou Gratia Dei rex Francorum et Langobardorum, abrindo caminho para a igreja tomar terras e forçar a conversão, o reino franco se considerou sucessor do império romano, exercito da fé católica, e dono da Europa.

Mesmo após a dominação franca e a conversão, a cultura lombarda permaneceu, tornando a região do norte da Itália uma das potencias européias ao lado de França, Alemanha e Inglaterra, ao contrario do resto da península, que sempre foi subdesenvolvida.
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Historia do povo Lombardo
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» O Maior Escândalo de toda Historia da CCB e lembrando o Funeral de José Nicolau ex Presidente mundial da CCB
» As Bençãos prometidas por Deus ao seu Povo que Guardar o seus Mandamentos.
» VERDADEIRA HISTORIA DA RCC
» mitologia grega: o início
» Mitologia Grega: The Fates (As Moiras ou As Parcas)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Cemitério :: Langobardis - RIP-
Ir para: