InícioRPG TibiaRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Forjando no Tibia

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Lipex
Ainda novato
Ainda novato
avatar


Ficha da Personagem
Personagem: Terkil
Vocação: knight fodão clichê

MensagemAssunto: Forjando no Tibia   Sab Set 25, 2010 11:43 pm


Dada a dúvida de um usuario em outro tópico, resolvi fazer esse breve tutorial.

Forjar, na realidade, é bem complexo. Complexo, pois se tu quiser realmente interpretar com os detalhes reais, será necessário um estudo ao menos breve sobre metalúrgica medieval. Claro, isso vai depender de ti, de se tu vai descrever detalhadamente as ações de teu personagem.

Vou ser sincero, esse tópico me atrai. Fiz alguns estudos sobre metalúrgica medieval e como passá-los para o Tibia, e irei  compartilhar com vocês, pois podem vir a calhar com algum ferreiro.

Bem... Vou usar como exemplo uma espada, como forjá-la do inicio ao fim.

Forjando a lâmina:

Já li duas obras em que haviam personagens ferreiros. Em uma delas ele era um elfo, em outra um saxão. Ou seja, o modo fantástico, e o modo historicamente correto. Eles diferem principalmente no modo como começam: O elfo primeiramente encontrou um bloco de um metal especial fromhell (Clichê básico: Uma espada superfoda para o personagem principal), e foi esculpindo até tomar a forma de uma lâmina, e apenas aí começar a usar o martelo buscando uma planar a lâmina. Claro, é bizarro alguém "esculpir" um pedaço de metal, uma vez que o elfo utilizava uma talhadeira especial que cortava qualquer material.

Passando por essa viajem, vamos para o modo historicamente correto que retirei da obra saxã: O ferreiro começava procurando pedaços brutos de metal, com alguns cascalhos presos a eles, e retirava apenas as lascas de metal, e as aglomerava, logo as botava em um grande forno para tomarem uma forma cônica e comprida. Na obra, ele fez sete destas hastes. Sim, hastes, este é o termo correto. Uma haste mais comprida e grossa no centro, duas menores e mais finas aos lados, e assim ia diminuindo. Veja o desenho técnico (que de técnico não tem nada) exemplificando o processo:



Ah, esqueci de mencionar que as hastes devem estar incandescentes, ou seja, brilhando com cor amarelada, de magma... Mas sem ficarem liquidas, apenas incandescentes a ponto de se tornarem maleáveis. Sabe, né? Agora, quem nunca viu um ferreiro batendo com um martelinho na espada que brilha? É isso que acontece agora. O ferreiro começa a bater nas hastes, fazendo com que o calor as unifique. Claro, de hastes semelhantes a um cabo de vassoura para uma lâmina brilhante é um processo lento e doloroso. A dedicação do ferreiro em relação ao trabalho com a lâmina é que define sua qualidade, logo, espadas terminadas em um ou dois dias tendem a ser frágeis e perderem o fio com mais facilidade. Uma boa espada pode levar de dez dias a meses, dependendo do objetivo do ferreiro.

Mas as hastes incandescentes, elas vão resfriar com meses de trabalho, e ficarem sólidas ao invés de maleáveis. Para contornar isso, o ferreiro se dispõe de períodos de tempo para levar a lâmina ao forno, esperar os metais serem reaquecidos, e então novamente retornarem para o trabalho de moldagem, até dar forma à conhecida lâmina de espada.  

Detalhes:

Brilho da espada:

Primeiro, e permanente: O ferreiro lixa a lâmina intensamente buscando retirar o excesso de pó carbonizado que fica incrustado na superfície do metal, até que o brilho venha a aparecer.  Nota: O brilho varia de metal para metal.

Segundo, mais usado para manutenção: Esfregar na lâmina areia fina, muito fina, para que saia a ferrugem, sangue seco, limo, e qualquer coisa que venha a influenciar no brilho do metal.

Vincos e saliências: Ah, esqueci de mencionar os vincos.



As lâminas usadas pelos povos bárbaros e pelos romanos por volta do século VIII (parte da história que mais me fascina) eram compostas por apenas uma saliência central, ou seja, eram as clássicas que vemos em várias adaptações no mundo virtual, principalmente em joguinhos de internet. Mas as cavalaria que veio a surgir no século XI passou a dispor a saliência central apenas na ponta, e logos após preenchiam com um sulco. O objetivo dos sulcos era permitir que o sangue jorrasse ao estocar, e permitir que o sangue fluísse livre, permitindo a entrada de ar e a contínua penetração da lâmina. Claro, naquele tempo tecnologicamente débil eles apenas botavam os sulcos lá porque fazia o sangue jorrar mais violentamente. As espadas do Tibia são em sua grande maioria feitas de formas inconsistentes, algumas fisicamente impossíveis de serem feitas e poucas nos padrões aceitáveis. Maaaaaassss você, como ferreiro, será livre para adicionar sulcos, aumentar a saliência central, ou fazer o que quiser com a lâmina. Usa sua imaginação!  

Guarda-mão



O guarda-mão é aquela parte em que normalmente é dividido o cabo da lâmina. É também a parte em que mais se concentram detalhezinhos supérfluos como pedras preciosas e entalhes em ouro. Na realidade, seu objetivo principal é resistir aos impactos dos golpes das espadas que resvalam na lâmina em direção à mão. Ah, eles guardam a mão, só para deixar mentalmente anotado. Com a evolução, eles mudaram, e vejam atualmente um florete de esgrima: Ele têm o guarda-mão quase que totalmente encoberto, buscando a total proteção do punho.

Bem, voltando para as boas espadas medievais, para se forjar um guarda-mão o bom ferreiro elfo não foi bem exato, e provavelmente esculpiu a espada inteira em uma peça única, o que é... Bem, sem comentários. Logo, vamos para o a forma historicamente correta.

O ferreiro saxão se dispôs de duas hastes menores, e às martelou antes de acrescentar à lâmina, dando a elas forma, e deixando entre ambas um espaço para encaixar no fim da lâmina. Vejam o desenho técnico:



Claro... O desenho não está muuuuuito preciso, logo vocês aí terão de usar a imaginação, mas acho que entenderam. Bem, após dar formato ao guarda-mão, ele prende no fim da lâmina, e adiciona um pouco de metal em estado liquido para o lacrar totalmente e firmar.

Cabo

Neste caso, o elfo novamente não foi bem claro. Logo, vamos para o nosso bom ferreiro saxão barbudo: Ele pegou uma haste menor, e a modelou até ter a forma de uma haste, mas achatada, e para que ficasse novamente redonda, preencheu as partes achatadas com tiras de madeira ligadas por cola, que no seu caso foi gordura de urso aquecida. O botão da espada é outra parte normalmente ligada a pedras preciosas e enfeitezinhos boitinhos, mas sua real utilidade é evitar que a mão escorregue enquanto o espadachim golpeia lateralmente. O ferreiro no caso pôs apenas uma esfera de metal ligada ao final da haste do cabo, e permitiu que o calor a prendesse contra o mesmo.

Aplicações tibiônicas

Bem, agora vocês devem estar, ou boiando legal, ou se questionando sobre como passar isso tudo para o Tibia.
Simples, passe o que tu considerar necessário, e dependendo da tua forma de interpretação, detalhada, ou breve nas descrições.

Que metais usar? Isso vai da sua escolha. Você pode derreter um elmo e usá-lo como fonte de metal, ou conseguir um dos metais do jogo. O Iron Ore é um bom exemplo de metal bruto, excelente para forjar com realidade. Há também metais raros no jogo, os quais podem ser usados para espadas mais épicas.

Well, não esqueça de ser curioso com seu personagem sobre os metais (ou não, dependendo da sua personalidade, claro). Um grande mestre é o cíclope de Ab’dendriel, mas duvido ele lhe ensinar algo de boa vontade.

Onde forjar? Com os novos updates há várias formas prontas pára a forja de armas, algumas em que é só despejar o metal em estado líquido. Um lugar interessante para ferreiros seria, sem dúvida, o The Forge, em Kazzod-dûm.

Ah, apenas para deixar dito: Esse não é o "modo correto", são apenas dicas. Dicas, apenas. Dicas.

Dúvidas abaixo...

É isso. Tenho mais material aqui, mas vou repassar apenas o necessário para interpretar mesmo.


Última edição por Lipex em Dom Set 26, 2010 12:22 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dan
Pessoa Normal
Pessoa Normal
avatar


Ficha da Personagem
Personagem: Dangineer
Vocação: Engenheiro do amor

MensagemAssunto: Re: Forjando no Tibia   Sab Set 25, 2010 11:47 pm

Perfeito, ótimo tutorial Filipe =D
Voltar ao Topo Ir em baixo
Y2J
Mais de 3000?! Sem ss é fake!
Mais de 3000?! Sem ss é fake!
avatar


Ficha da Personagem
Personagem:
Vocação:

MensagemAssunto: Re: Forjando no Tibia   Dom Set 26, 2010 11:08 am

cara.
tutorial ótimo.
vc se aprofundou.
parabéns..
meus comprimentos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Astinos Lamael
Esse cara deve floodar, só pode!
Esse cara deve floodar, só pode!
avatar


Ficha da Personagem
Personagem: Astinos Lamael
Vocação: Alcóolatra

MensagemAssunto: Re: Forjando no Tibia   Dom Set 26, 2010 11:16 am

ótimo tutorial: fixado
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Forjando no Tibia   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Forjando no Tibia
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: RPG Tibia :: Artigos e Tutoriais-
Ir para: