InícioRPG TibiaRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Yliath, um Cyrodil

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Tails
Membro
Membro



Ficha da Personagem
Personagem: Minotaur Tuckz
Vocação: Bêbado Profissional

MensagemAssunto: Yliath, um Cyrodil   Qua Dez 28, 2011 5:42 am

Não sei se o título ficou bom, mas já to redigitando essa merda toda, então vai esse mesmo

Spoiler:
 




* * * PRÓLOGO * * *


Caro leitor. Se estiver lendo isso, espero que tenha a paciência de chegar até o fim...

Primeiramente, vou começar explicando umas coisas, como por exemplo, o que são "Cyrodils" e os "sem-talento". Cyrodil era o nome de um deus de milhares de anos atrás que tinha uma série de poderes, e que, segundo a lenda, conseguia fazer praticamente qualquer coisa usando apenas os poderes de sua mente: Incendiar, voar, mover objetos... E o problema é que tais poderes realmente existem, e são controlados por poucas pessoas, que, segundo as estatísticas mais recentes, abrangem um grupo de 1 para cada 200000 nascimentos. Daí vem o termo "Cyrodils", para essas pessoas especiais. Já o termo sem-talento (mais usado por nós, superiores), é para designar os humanos que não podem fazer nada demais sem suas máquinas, seus aviões, suas armas de fogo ou qualquer outra coisa que tenham construído manualmente.

Acho que foi por este medo de nós podermos fazer quase qualquer coisa que os sem-talento começaram a exterminar os Cyrodils - e não é difícil - já que a maioria de nós nasce com os cabelos brancos como leite e olhos vermelhos (a Igreja daqui até diz que é porque somos demônios e já nascemos pedindo por sangue, só para você ver como as coisas são absurdas). Mas dos poucos Cyrodils que conheci nos meus vinte e um anos de vida, encontrei uma linda, jovem, que tinha cabelos pretos e olhos de um profundo azul, como o oceano. Podemos realmente fazer praticamente tudo com nossos poderes mentais, mas cada um tem o seu limite, e pode tanto aumentar a eficiência quanto o tamanho de seus poderes com o uso e com a prática.

Eu faço parte da maioria dos Cyrodils - tenho cabelos brancos e olhos vermelhos - e até onde eu me lembre, meus pais viviam me contando que subornaram os médicos com uma enorme quantia de dinheiro (coisa que não movimentava nem um dos zeros na conta bancária deles) para me deixarem vivo, pois me transformariam em uma criança normal e não queriam perder o seu amado filhinho. O problema é que eles não conseguiram, e quando eu tinha meus dezoito para dezenove anos, chamaram a polícia e o exército nacional para virem me matar. Eu sobrevivi, e a batalha ainda teve direito a carros explodindo e militares gritando para se retirarem, digno de filmes de ação.

Claro que eu fui sagaz o suficiente para arrombar o cofre de nossa casa e pegar alguns milhões antes de ir embora. Mas ainda assim, como não queria ser encontrado, comecei a viver em uma casa abandonada, no meio do nada, para ser mais específico no meio do porão, úmido, nojento, com cheiro de mofo e cheio de ratos andando pra lá e pra cá pelos canos dentro das paredes. Dormia sempre em uma cama velha e deplorável, com um revólver de baixo do travesseiro, para emergências (afinal, é muito mais fácil você apertar o botão do que pensar o que você quer fazer com alguém). As primeiras noites foram difíceis: Chorei, senti-me traído pelos meus pais... Pensava que podia confiar neles, mas não, não podia. Percebi que só posso confiar em outros Cyrodils, afinal, a maioria teve uma história bem sofrida e sabem muito bem das dificuldades que os outros passaram.

Nas minhas últimas idas para a cidade mais próxima - sempre de touca e óculos escuro, para não chamar atenção - eu notei como as ruas são vazias e sem movimento ultimamente, possuem até toque de recolher para o governo mostrar que pode dar segurança (ou manipular) toda aquela massa de gente inocente e com visão esteriotipada sobre os Cyrodils, como criaturas medonhas e impiedosas. Vi também alguns caminhões militares e, apenas uma vez, um tanque de guerra rondando o local.

Está bem, admito, a maioria de nós é assim... Mas é porque somos forçados, e acho que alguns acabam pegando o gosto. É bom se sentir superior e melhor que os outros.

Eu não sei se mencionei, mas os Cyrodils também conseguem sentir quando outros estão por perto, e na minha ultima ida à cidade mais próxima, senti uma presença muito forte. Acho que está na hora de investigar, depois que eu dormir...

Ah, e a propósito, meu nome é Yliath, acabei de lembrar que não falei até agora.

Agora, tirarei uma bela noite de sono e amanhã vou até a cidade investigar se tem outro Cyrodil. Até mais, leitor.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Growl~
Mais de 3000?! Sem ss é fake!
Mais de 3000?! Sem ss é fake!



Ficha da Personagem
Personagem:
Vocação:

MensagemAssunto: Re: Yliath, um Cyrodil   Qua Dez 28, 2011 7:51 am



Jumper
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tails
Membro
Membro



Ficha da Personagem
Personagem: Minotaur Tuckz
Vocação: Bêbado Profissional

MensagemAssunto: Re: Yliath, um Cyrodil   Qua Dez 28, 2011 9:43 am

Quando eu tive a idéia, eu também lembrei dos Jumpers oO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Yliath, um Cyrodil   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Yliath, um Cyrodil
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: OFF-TOPIC :: Histórias-
Ir para: