InícioRPG TibiaRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Cavaleiros

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Caio
Anticristo
Anticristo
avatar


Ficha da Personagem
Personagem: Guinor
Vocação: Conde de Senja

MensagemAssunto: Cavaleiros   Sab Jan 21, 2012 9:20 pm

Duvido que, em um fórum sobre RPG em Tibia, alguém não tenha ideia do que é um cavaleiro. A imagem que muitos têm de um cavaleiro é a de um homem que decidiu fazer da luta o seu ganha-pão. Contudo, um cavaleiro medieval é muito mais do que isso. Neste tutorial, irei apresentá-los aos verdadeiros cavaleiros: a ideologia que eles seguiam, o seu treinamento, as suas vestimentas, sua forma de entretenimento – enfim, o seu cotidiano.

As informações nesse tutorial contidas são baseadas nos costumes britânicos, adaptadas do site middle-ages.org.uk

1. A teoria de ser cavaleiro

Muitos foram os medievais que tentaram definir o que é ser um cavaleiro. Aqui cito três fontes que os cavaleiros buscavam: a canção de Roland, as lendas de Rei Artur e o duque da Borgonha. Note que não irei dissertar sobre as fontes, apenas listarei os valores que elas pregavam.

a. A canção de Roland


  • Temer Deus* e manter Sua igreja;
  • Servir ao suserano em valor e fé;
  • Proteger os fracos e indefesos;
  • Dar socorro às viúvas e órfãos;
  • Hesitar em ofender;
  • Viver por honra e por glória;
  • Desprezar recompensa em dinheiro;
  • Lutar pelo bem estar de todos;
  • Obedecer às autoridades;
  • Guardar a honra dos colegas;
  • Guardar a honra feminina;
  • Evitar injustiça, rudeza e engano;
  • Manter a fé;
  • Sempre falar a verdade;
  • Perseverar ao fim sob qualquer circunstância;
  • Nunca recusar o desafio de igual;
  • Nunca fugir de um inimigo.


*no caso do Tibia, Deuses

b. As lendas do Rei Artur

  • Coragem;
  • Honra;
  • Lealdade;
  • Honestidade.


c. O duque da Borgonha

  • Fé;
  • Caridade;
  • Justiça;
  • Sagacidade;
  • Prudência;
  • Moderação;
  • Firmeza;
  • Confiança;
  • Generosidade;
  • Diligência;
  • Esperança;
  • Bravura.


2. O treinamento de um cavaleiro

Ser cavaleiro era caro durante a Era Medieval, especialmente devido ao alto preço dos equipamentos e do cavalo – o que fazia da profissão algo aristocrático, embora qualquer um tivesse a chance de se tornar um. Além do preço, o cidadão tinha de lidar com o longo treinamento que tinha que enfrentar: ele iniciava aos 7 anos e ia até os 21.

Para se atingir o nível de cavaleiro, o jovem tinha de passar pelos estágios de pajem (dos 7 aos 14 anos) e escudeiro (dos 14 aos 21 anos). Embora sejam atribuídos exercícios bastante distintos entre as duas fases, nelas o aprendiz aprendia a cavalgar, a escalar. Aprendia a suportar extremos frio, calor, fome e cansaço. Em caso de cerco, os jovens eram equipados com bestas, que requeriam pouca habilidade e pouca força para serem manuseadas.

a. Entre o nascimento e os 7 anos

Na aurora da vida, os pretendentes a se tornarem cavaleiros eram criados na casa dos próprios pais. Nelas, eles faziam brincadeiras que imitavam a vida de cavaleiro, com espadas e escudos de madeira. Eles eram permitidos a assistir às justas, o que romantizava a profissão. Além de justas, os pequenos eram alimentados com histórias heroicas.

b. Entre os 7 e os 14 anos: O pajem


Depois, ele era levado à casa de um nobre local e ele era incumbido de servi-lo. Assim, ele devia esperar à sua mesa, ajudá-lo a se vestir e, às damas, ele devia ser um servo. Pajens vestiam uniformes com as cores da família a que servia. O objetivo da servidão temporária era aprender com os nobres religião, boas maneiras, falcoaria, caça e xadrez.

O treino de equitação entre os pajens era feito da seguinte forma: um deles sentava-se em um cavalo de madeira com rodas e segurava uma lança simples de madeira, mirando um alvo, enquanto dois outros pajens empurravam-no. Nessa prática, o alvo era muitas vezes um quintain (vide item 3). Para se treinar o equilíbrio, era também comum que os pajens montassem nos ombros dos adultos e lutassem entre si.

c. Entre os 14 e 21 anos: O escudeiro


O pajem era então promovido a escudeiro. Eles aprendiam principalmente a cavalaria, a heráldica (prática de descrever brasões de famílias) e o uso de armas. Era nessa fase que se treinava a força, a rapidez, a sabedoria e a liderança. Dava-se maior destaque ao atlético do escudeiro: ele era treinado para nadar bem e escalar (escalar era importante durante cercos). Os escudeiros tinham a função de ajudar na cozinha do seu senhor, ajudá-lo a se vestir para batalhas, transmitir mensagens e guardar o seu mestre enquanto ele dorme.

Enquanto os pajens limitavam-se ao ambiente doméstico, os escudeiros tinham maior função militar. Eles auxiliavam os seus cavaleiros no campo de batalha e muitas vezes morriam nessa prática. Nas justas, eles tinham de coletar os espólios do adversário derrubado (o seu cavaleiro mandava-o remover a armadura do rival; o escudeiro batia nele com uma maça cega até que ele estivesse inconsciente).

Quando um escudeiro demonstrava coragem em batalha, ele podia ser promovido a cavaleiro antes mesmo de completar os 21 anos. Se, aos 21 anos, o escudeiro não conseguia cumprir todas as expectativas, ele não era nomeado cavaleiro e era chamado de Arma Patrina – o porte de espada e escudo era, porém, permitido e bastante limitado pelos costumes da cavalaria.

d. Condecoração


A condecoração [dubbing] era agendada por um cavaleiro superior local, por um nobre ou até mesmo pelo rei. Ela ocorria em uma igreja ou em uma capela, com uma espada e um escudo sobre o altar. Na maior parte da cerimônia, soavam trombetas e tocava-se música.

Antes de tudo, dava-se um banho no corpo do escudeiro (quase cavaleiro) para purificá-lo. Depois, davam-nos roupas brancas (simbolizando pureza) e ele usava por cima uma túnica vermelha (simbolizando nobreza). As calças e sapatos eram pretos e simbolizavam a morte.

Após o banho, o escudeiro rezava durante dez horas ao altar durante a madrugada. O dia seguinte iniciava com uma missa na qual o clérigo fazia um longo sermão sobre os deveres de um cavaleiro. O padrinho do escudeiro pegava, então, a espada e o escudo do altar e entregava a ele. Era comum que o suserano do escudeiro presenteasse-o por meio de dois padrinhos.

O escudeiro então fazia o juramento de nunca traficar com traidores, nunca dar conselhos ruins às damas, fazer frequentes jejuns e abstinências e ir diariamente à missa, fazendo oferendas à igreja.

Assim, acontecia o ato de nomeação de cavaleiro, a típica cena de filme na qual o nobre superior deposita a parte chata da lâmina da espada sobre o ombro do escudeiro e diz: I dub thee, Sir knight! [Eu te nomeio, senhor cavaleiro!]. Depois ele dizia Arise, Sir knight! [Levanta-te, senhor cavaleiro!]. Essa parte da cerimônia era chamada de acolada (originalmente do francês, colée).

Na noite da cerimônia ocorria um grande festim, com cavaleiros, nobres e talvez a realeza. A participação das mulheres era permitida. No dia seguinte, era comum que ocorressem justas.

3. Torneios


Um torneio (também conhecido por hastiludia) é um termo que generaliza os jogos marciais praticados pelos cavaleiros. A proposta original dos torneios era o treino dos lutadores para uma guerra próxima – com o tempo, ela assumiu um aspecto mais esportivo e foi vista como uma força de obtenção de prestígio.

  • Justa: um duelo entre dois cavaleiros, no qual eles seguram uma lança (as regras restringiam bastante a perfuração da lança, de modo que elas tinham múltiplas pontas e eram cegas) com a mão direita e um escudo na esquerda. O objetivo principal era derrubar o oponente do cavalo (eles se chocavam a uma velocidade somada de 96 km/h), sem necessidade de ferimentos. Era comum que se ordenasse os escudeiros do vencedor que eles assaltassem o rival derrubado e pegasse seus espólios de guerra.
  • Mêlée: uma pequena batalha desorganizada entre dois times de cavaleiros. Ela tinha menos regras do que as justas, por isso eram bem mais perigosas e levavam a muito mais acidentes. No final do mélêe, o time vencedor podia cobrar resgate dos perdedores.
  • Pas d’armes: uma mistura entre pedágio e jogo. Um grupo de cavaleiros se apossava de uma passagem (encruzilhada, ponte, vau) e desafiava a proeza dos cavaleiros que ali passavam. Em geral os transeuntes tinham de oferecer prêmios aos desafiadores. No caso da passagem de uma dama, os cavaleiros tomavam um pequeno objeto pessoal dela, simbolizando que alguém tinha de resgatá-la.
  • Quintain: uma justa, porém entre um cavaleiro e um boneco. O boneco carregava uma lança e um escudo e era afixado ao chão, porém era giratório. Quando o cavaleiro acertava o escudo, a lança do manequim avançava contra ele, e o cavaleiro tinha de desviar.
  • Julgamento por combate: um duelo entre dois cavaleiros, mais usado como prática de justiça. Eram dadas armas de guerra para ambos, e eles lutavam até a morte (caso o perdedor não morresse no final, ele era executado). O vencedor era considerado inocente; o perdedor, culpado.


4. Vestimenta

Durante uma batalha, um cavaleiro tinha de ser uma fortaleza viva. A armadura era feita sob medida, para que o corpo ficasse totalmente seguro sob o metal. Elas deviam ser pesadas o bastante para defender o cavaleiro e leve o bastante para que ele seja ágil.

Em qualquer ocasião, os cavaleiros usam roupas íntimas. Elas tinham o objetivo principal de amortecer o choque entre as dobras da armadura e a pele. As roupas íntimas consistem em uma camisa e cuecas de linho com meias longas de lã.

a. Dia a dia

Longe das espadas, os cavaleiros vestiam-se de um gibão feito de linho ou até mesmo grama e punham por cima uma túnica com um cinto, com as cores da família a que serve.

b. Armadura de placas


Glossário:

  • skull: cabeça
  • sight: viseira
  • visor: pala
  • breaths: “respiradeiras”
  • gorget: gorjal
  • pauldron: ombreira
  • besagew: ?
  • lance-rest: resta
  • breastplate: peitoral
  • couter: codal
  • vambrace: ?
  • gauntlet: manoplas
  • tasset: escarcela
  • cuisse: cuisse
  • poleyn: joelheira
  • greave: grevas
  • sabaton: escarpe


c. Cota de malha


Uma cota de malha é uma rede de anéis metálicos ligados uns aos outros – cada peça se liga a quatro outros. Há dois tipos de cotas de malha: as que cobrem até o joelho (hauberk) e as que cobrem até a cintura (haubergeon). Em geral, usava-se uma cota de malha por cima de um gibão de couro fervido para aumentar a defesa do cavaleiro.

As vantagens que a cota de malha tinha sobre a armadura de placas eram a sua flexibilidade, a sua facilidade de forja, o conserto rápido, o baixo custo e a sua adequação a qualquer tamanho de corpo.

5. Cavalos


Por razões óbvias, um cavaleiro não existe sem um cavalo. O cavalo mais caro era o corcel, e bastante raro na Europa. O mais comum era o corcel de batalha (Destrier). Ele tinha o corpo arredondado, coxas e ancas fortes, pernas longas e ossos densos. Eles eram encontrados nas cores preto, marrom, loiro e cinza. Em geral ele tinha um pelo longo e sedoso nas partes baixas da perna e, da sua cabeça até o chão, eram 2,4 metros de altura.

Durante as batalhas, os cavalos vestiam a barda, uma armadura feita para caber em seu corpo. Por cima da barda ficava um manto com as cores do suserano do cavaleiro.



Att,
Belthir


Última edição por Belthir em Dom Jan 22, 2012 8:36 am, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Samuel
Administrador - Run! Run! Run!
Administrador - Run! Run! Run!
avatar


Ficha da Personagem
Personagem: Todos.
Vocação:

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Sab Jan 21, 2012 9:32 pm

Muito bom, eu só sabia algumas coisas daí, muito bom mesmo. =o
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dan
Pessoa Normal
Pessoa Normal
avatar


Ficha da Personagem
Personagem: Dangineer
Vocação: Engenheiro do amor

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Sab Jan 21, 2012 9:46 pm

Nossa, eu adorei! Muito, muito bom! Faça mais! u.u
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tails
Membro
Membro



Ficha da Personagem
Personagem: Minotaur Tuckz
Vocação: Bêbado Profissional

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Sab Jan 21, 2012 10:24 pm

Eu não li tudo porque é muito grande e tô com preguiça... mas o que eu li ficou bom.

Agora eu te pergunto... Por que os cavaleiros do tibia têm que seguir exatamente todos esses costumes? lembrando que Tibia é um mundo bem diferente do nosso, com criaturas e costumes diferentes...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Arkrotep
Esse cara deve floodar, só pode!
Esse cara deve floodar, só pode!
avatar


Ficha da Personagem
Personagem:
Vocação:

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Sab Jan 21, 2012 10:34 pm

Desnecessário.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Caio
Anticristo
Anticristo
avatar


Ficha da Personagem
Personagem: Guinor
Vocação: Conde de Senja

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Sab Jan 21, 2012 10:34 pm

Tails escreveu:
Agora eu te pergunto... Por que os cavaleiros do tibia têm que seguir exatamente todos esses costumes? lembrando que Tibia é um mundo bem diferente do nosso, com criaturas e costumes diferentes...

Os knights do Tibia - ou melhor, de qualquer outro MMORPG - são claramente inspirados nos cavaleiros medievais. Mas em geral essa profissão não é aprofundada e definida pelos próprios criadores como "cara que ataca de perto". Por isso postei uma espécie de artigo sobre os cavaleiros, para que os jogadores conseguissem mais informações sobre esse tipo de personagem e pudesse tornar seus cavaleiros mais verossímeis (para não usar reais). Note que há algumas coisas que são impossíveis de se passar para in-game porque são escancaradamente da vida real (como as fontes do item 1), por isso elas devem ser apenas incorporadas por meio de um jogo de cintura. Capisce?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Arkrotep
Esse cara deve floodar, só pode!
Esse cara deve floodar, só pode!
avatar


Ficha da Personagem
Personagem:
Vocação:

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Sab Jan 21, 2012 10:43 pm

Pra que tornar eles mais "verossímeis"?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tails
Membro
Membro



Ficha da Personagem
Personagem: Minotaur Tuckz
Vocação: Bêbado Profissional

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Sab Jan 21, 2012 10:49 pm

Arkrotep escreveu:
Pra que tornar eles mais "verossímeis"?

AESUAHEIUASHEASHEAISUEHIASUEHSAIUHASUIHESAIUEHAIUSEHIASU EURI...

anyway, Caio... eu acho difícil, realmente difícil que no tibia um cavaleiro fodão que mata Dragons e tudo mais tenha passado por esses valores, e se passou, se ele ainda os segue.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Caio
Anticristo
Anticristo
avatar


Ficha da Personagem
Personagem: Guinor
Vocação: Conde de Senja

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Sab Jan 21, 2012 11:01 pm

Tails escreveu:
Arkrotep escreveu:
Pra que tornar eles mais "verossímeis"?

AESUAHEIUASHEASHEAISUEHIASUEHSAIUHASUIHESAIUEHAIUSEHIASU EURI...

anyway, Caio... eu acho difícil, realmente difícil que no tibia um cavaleiro fodão que mata Dragons e tudo mais tenha passado por esses valores, e se passou, se ele ainda os segue.

Se você ler todos os valores recomendados, vai ver que eles descrevem praticamente um semideus. Aquilo é só uma idealização dos cavaleiros, que, como toda idealização, (quase) nunca foi posta em prática, mas servem como fonte de inspiração.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Arkrotep
Esse cara deve floodar, só pode!
Esse cara deve floodar, só pode!
avatar


Ficha da Personagem
Personagem:
Vocação:

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Sab Jan 21, 2012 11:12 pm

Belthir escreveu:
Tails escreveu:
Arkrotep escreveu:
Pra que tornar eles mais "verossímeis"?

AESUAHEIUASHEASHEAISUEHIASUEHSAIUHASUIHESAIUEHAIUSEHIASU EURI...

anyway, Caio... eu acho difícil, realmente difícil que no tibia um cavaleiro fodão que mata Dragons e tudo mais tenha passado por esses valores, e se passou, se ele ainda os segue.

Se você ler todos os valores recomendados, vai ver que eles descrevem praticamente um semideus. Aquilo é só uma idealização dos cavaleiros, que, como toda idealização, (quase) nunca foi posta em prática, mas servem como fonte de inspiração.

Mas Caio, você vem e posta isso em Tutoriais...um texto gigante e frufru sobre cavaleiros medievais, que tem tanta semelhança com os knights do Tibia quanto uma lombriga e um pterodactilo azul.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gorner
The Doppleganger
avatar


Ficha da Personagem
Personagem: Michael Gant
Vocação: Kight

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Dom Jan 22, 2012 12:20 am

Ah, parem de reclamar. Talvez o único problema é estar em tutoriais, eu preferiria em Roleplay em Geral, porque é algo que enriquece e dá ideias ao roleplay e não impõe uma forma de jogar, mas não deixa de ser um tutorial.

Eu gosto muito de Druidas e Cavaleiros, ou amazonas como devem estar pensando xD
Essa era a teoria de fato dos cavaleiros, mas todos sabemos que na prática era mais hipocrisia que realidade e acho que a forma que se passa ao jogo essa distorção dos valores (ou não) é a graça de interpretar cada profissão.

Belo trabalho.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Esdras
Nobre
Nobre
avatar


Ficha da Personagem
Personagem:
Vocação:

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Dom Jan 22, 2012 12:36 am

Parabéns Caio, muito bom. Não ligue para essas pessoas que não sabem o que falam, você deve ter se empenhado bastante nisso e merece meu respeito e minha admiração. Eu posso dizer que sabia apenas de uns... 3% de tudo o que você escreveu.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Samuel
Administrador - Run! Run! Run!
Administrador - Run! Run! Run!
avatar


Ficha da Personagem
Personagem: Todos.
Vocação:

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Dom Jan 22, 2012 6:51 am

Caio, muito bom trabalho, não liga pra esses noob aí de cima não, isso não é um texto que diz: Cavaleiros só podem ser desse jeito, mas é um texto que mostra como eram os cavaleiros e tal, isso na teoria.
Satoru é um cavaleiro, mas ele não tem esses mimis todos, ele serve ao rei e serve muito mal, ele vai mais pelo que ELE acha que é certo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
liqnkr
Nobre
Nobre
avatar


Ficha da Personagem
Personagem: Rick Bonecrusher
Vocação: Ferreiro

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Dom Jan 22, 2012 7:54 am

Rick é cavaleiro por vocação do cliente, mas na verdade ele não é cavaleiro a muito tempo. Hoje está mais para Guerreiro Bárbaro de décimo nível. Me falha a melhora de muitos nomes, mas um que jamais esquecerei, que representava um cavaleiro de verdade, foi Astinos Lamael.

pauldron é ombreira.
Voltar ao Topo Ir em baixo
zack746
CONTRIBUINTE - Manauara Cult
CONTRIBUINTE - Manauara Cult
avatar


Ficha da Personagem
Personagem: Isaac Guerreiro
Vocação: Conseguir fuder com a própria vida

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Dom Jan 22, 2012 3:38 pm

Caio só está nos passando algumas referências sobre cavaleiros pra ajudar em alguma inspiração de personagem ou historia.

Deixem de ser idiotas só porque seu personagem é meia-boca.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Esdras
Nobre
Nobre
avatar


Ficha da Personagem
Personagem:
Vocação:

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Dom Jan 22, 2012 4:35 pm

zack746 escreveu:
Deixem de ser idiotas só porque seu personagem é meia-boca.

Disse tudo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tails
Membro
Membro



Ficha da Personagem
Personagem: Minotaur Tuckz
Vocação: Bêbado Profissional

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Dom Jan 22, 2012 6:11 pm

Calma lá, ainda não pedi a opinião das tribos do Amazonas...

Poxa, mas ser diferente é ser meia boca?

Enfim, eu falei que o texto era muito bom (inclusive terminei de ler agora) e continuo achando que é... Só falei que pros padrões do tibia, na maior parte dos casos, ele não funciona muito...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Arkrotep
Esse cara deve floodar, só pode!
Esse cara deve floodar, só pode!
avatar


Ficha da Personagem
Personagem:
Vocação:

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Dom Jan 22, 2012 6:16 pm

E é desnecessário =X
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bruno
EQUIPE - Atravessador de Velinhas
EQUIPE - Atravessador de Velinhas
avatar


Ficha da Personagem
Personagem: Ares Dragontooth
Vocação:

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Dom Jan 22, 2012 8:24 pm

Astinos Lamael era um cavaleiro da Canção de Roland. Bruno Elvelius admirava ele. Saudades disso tudo.

Caio, genial cara. MUITO obrigado por escrever isso.

Sempre quis um novo cavaleiro...
E, o Isaac tem razão... Vish. Hahaha


Canhotaço.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Draconian
CONTRIBUINTE - Tarado da CAM
CONTRIBUINTE - Tarado da CAM
avatar


Ficha da Personagem
Personagem: Draco Zephayn
Vocação: O Druida Frustrado.

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Dom Jan 22, 2012 9:33 pm

Com todos esses tempo que vocês tem de RPGTibia, ainda não entenderam que o que faz a sua personagem ser boa ou ruim é o modo como tu enxerga-a? Se vocês querem continuar sendo os protagonistas da frase "Aquele cara lá? Ah, ele joga mais ou menos" pro resto da vida de vocês, tudo bem. Não é atoa que o Caio é o "novato" mais respeitado do fórum.

Ótimo artigo, Caio. Você nos dá uma ótima base para criarmos um cavaleiro muito bom. Eu diria que Paul Robinson foi um desses cavaleiros, um dos melhores que eu já vi jogar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
zack746
CONTRIBUINTE - Manauara Cult
CONTRIBUINTE - Manauara Cult
avatar


Ficha da Personagem
Personagem: Isaac Guerreiro
Vocação: Conseguir fuder com a própria vida

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Dom Jan 22, 2012 11:24 pm

Citação :
Calma lá, ainda não pedi a opinião das tribos do Amazonas...

Assim cara, não vou alertar não. Mas deixo aviso que é bom você aproveitar bastante agora que talvez no futuro seja preciso você encontrar outro fórum pra perturbar...

Aliás, acho que como estamos meio ocupados nesse tempo você acabou ganhando bastante espaço. Tenho certeza que se voltarmos você vai ter que se comportar direitinho antes de pensar em passar furry no fórum ou em ser banido. É bom ficar quieto e esperto com o que diz.

Minha dica, é claro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tails
Membro
Membro



Ficha da Personagem
Personagem: Minotaur Tuckz
Vocação: Bêbado Profissional

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Seg Jan 23, 2012 7:07 am

Um alerta a mais, um a menos, uma vez me baniram até 2024... se não me querem aqui, não faço questão de me terem por perto... E sei lá, se não gosta de furry, eu respeito, soca um spoiler nas fotos e já era.

Eu sempre me comportei do jeito que me comporto, e nem peço que gostem de mim, ninguém é forçado a gostar de ninguém...

Mas vir falar do char dos outros, pra mim, é caixão. Isso é pessoal, ou você gosta, ou não gosta, não tem porque sair jogando small stone.

E o tempo que fiquei away aqui nem fez falta...

Ainda acho que vocês deviam ouvir mais esse cara aqui:

http://rpgtibia.the-up.com/t2992-ja-devem-ate-saber

Além dele ter sido engraçado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
zack746
CONTRIBUINTE - Manauara Cult
CONTRIBUINTE - Manauara Cult
avatar


Ficha da Personagem
Personagem: Isaac Guerreiro
Vocação: Conseguir fuder com a própria vida

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Seg Jan 23, 2012 1:44 pm

É cara, você deve estar certo mesmo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tails
Membro
Membro



Ficha da Personagem
Personagem: Minotaur Tuckz
Vocação: Bêbado Profissional

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Seg Jan 23, 2012 7:07 pm

É, também acho.

Ou não, senti um sarcasmo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Y2J
Mais de 3000?! Sem ss é fake!
Mais de 3000?! Sem ss é fake!
avatar


Ficha da Personagem
Personagem:
Vocação:

MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   Ter Jan 24, 2012 8:57 am

Estranho. Quando não fazem nada pró-roleplay no fórum reclamam. E quando fazem, reclamam.

O Belthir quis ajudar só. Com certeza não quis impor um código a todos "personagens cavaleiros" do jogo. É somente uma espécie de guia, e nada mais. Quem quiser seguir siga. Não sei pra que ficar reclamando do trabalho dele.

Sério, vocês insistem em perder meu respeito...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Cavaleiros   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Cavaleiros
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: RPG Tibia :: Artigos e Tutoriais-
Ir para: