InícioRPG TibiaRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Uma estória que talvez vocês gostem.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Tails
Membro
Membro



Ficha da Personagem
Personagem: Minotaur Tuckz
Vocação: Bêbado Profissional

MensagemAssunto: Uma estória que talvez vocês gostem.   Seg Abr 08, 2013 10:08 am

Mente do Talles enquanto puxa um ronco apresenta: Um sonho random e épico que nunca vou conseguir descrever com perfeição aqui no papel.

(desculpa pela falta de parágrafos, mas é pra tentar dar a sensação de que tudo acontecia na minha cabeça e não tem aquela organização de algo planejado... E sim, eu sonhei isso tudo de uma vez, só hoje.)

Não sei como eu tinha sido teletransportado pra aquele lugar, foi algo interdimensional. Parecia um dos reinos de skyrim, era bem alto, no topo das montanhas, a vegetação que o cercava era do tipo estepe e não tinha muitas árvores. O lugar tinha um clima ameno. Eu apareci caindo do céu, junto com uma tempestade que tava passando perto lugar. Logo depois que cheguei na cidade, ensopado, vi um cara que me acolheu lá e levou pra uma espécie de biblioteca, onde ele deixou eu me secar perto da lareira. Falou que era um professor do lugar e era muito gentil, embora eu não lembre muito do rosto dele agora, só do cabelo branco levemente espetado, o rosto jovem, a espécie de jaleco branco que cobria o seu corpo, ombreiras e joelheiras, uma espada pendurada na parte de trás de sua cintura... Perguntou de onde eu era e falei que não sabia, que tinha me perdido por aí e precisava arranjar um jeito pra voltar. Foi quando me dei conta de que eu não sabia meu nome. Fizemos mais algumas coisas que não lembro, mexemos por uns livros e depois, muitos dias depois, estávamos eu e mais vários caras daquela cidade olhando para o céu levemente arroxeado com INFINITAS estrelas que tinham ali pelo céu. Mas não era estrelas comuns, algumas lembravam asteriscos muito brilhantes, outras eram estrelas convencionais, outras um borrão amarelo ou branco... E tinha uma lua cheia pra acompanhar aquele espetáculo no céu, era fantástico. Mas tinham também umas estrelas vermelhas que vinham aparecendo de um tempo pra cá e estava preocupando todo mundo, você podia sentir aquela tensão no ar... Eu me sentei em uma ponte de pedra ali perto junto com o professor, bem na beirada, vendo ora o céu, ora o abismo de abaixo de mim, onde só dava pra ver as pedras que foram feitas pra construir aquela ponte e a grama lá em baixo. Falamos sobre várias coisas até eu explicar como tinha ido parar naquele lugar. Ele falou sobre umas teorias malucas que não entendi nada e foi correndo me levar pra um laboratório dele, cheio de bolas esquisitas e douradas, ocas, que tinham (nesse naipe, http://www.trooptoy.com.br/images/brinquedos/radicais/foto_giromaster.jpg só que dourado e com uma bola em volta), em que cada aresta girava no sentindo oposto da outra... eram 3. Ele saiu bagunçando vários papéis que tinham em umasmesas por lá e fuçou nas gavetas a procura de livros e mais livros, jogando todos pra trás.. Até que encontrou algo.

Não lembro nada da explicação, mas ele me falou que tinha jeito de voltar, e provou por A+B que minha aparição no mundo tinha a ver com as estrelas vermelhas que estavam aparecendo... Depois disso, eu ganhei uma espada encantada mega fodona, vermelha e dourada dele, falou que o rei tinha dado pra mim... aceitei na hora e comecei a treinar vários dias em alguns bonecos na cidade e depois com guardas, pessoas que lutam por hobby (os caras faziam uma espécie de magia pra deixar a espada cega, pra ninguém se machucar. Eu não dominava nada de magia até ali)... até que fiquei conhecido como o melhor lutador de lá e resolvi participar do exército. No mesmo dia, um outro reino começou a invadir a cidade e eu fui ajudar a defender ela, junto do professor... Lutamos, matamos muita gente, até que o... Não era rei, era acho que comandante do outro grupo, capturar o professor e fugir a cavalo quando fui lidar com os guardas de elite dele. Foi uma luta difícil e me machuquei um pouco, mas me senti culpado por ter deixado pegarem ele... Eu andei um ou dois dias até o outro reino, sem parar, somente para dormir e comer, eu comia andando mesmo, para não perder tempo... Cheguei lá, subi as diversas rampas (essa cidade também era construída em uma montanha, e no seu topo, estava meu objetivo. As rampas ora seguiam reto, ora em espiral, dependendo do caminho que você pegava... era bem louco) davam acesso ao palácio ou quartel general deles, não sei ao certo, matei os guardas da entrada e saí matando os do corredor que apareciam. Até que cheguei em uma porta e dei uma bica nela, fazendo os que tavam dentro olhar pra porta. Lá estava o comandante do outro exército, com o professor amarrado ao lado, e pela posição daquele, com a espada em mãos, estava prontinho pra matar o meu amigo. Eu desafiei ele e ele mandou um criado ao invés de vir lutar comigo...

Foi uma luta bem difícil, e me machuquei um pouco mais do que os guardas de elite dele, mas eu consegui ganhar chegando perto de um dos vitrais que tinha no lugar, chutando ele e deixando ele cair no abismo que tinha pro lado de fora. Eu falei algo pro comandante, do tipo “Se prepare pra devolver meu amigo, seu filho da puta”, colocando a mão em um dos ferimentos no meu braço. Iniciamos uma luta de proporções épicas, um conseguia prever os movimentos do outro, o balanço de ataque e defesa era perfeito... Quando alguém dava uma rasteira, o outro pulava no exato momento em que tinha que pular... E a luta se seguiu, até eu tomar um golpe bem fundo no ombro e deixar minha espada cair. Ele apontou para a minha testa com a ponta de sua espada e falou “morra, seu verme”. No momento em que ele ia me matar, ouvi um barulho que lembrava uma pistola, e algo furou a armadura dele, bem perto do peito, na lateral de seu corpo. Era o professor, de pé, com uma pistola mega steampunk em suas mãos. Ele tinha se soltado das cordas de algum modo... Eu dei um salto estrela e peguei minha espada que tava ali por perto. As coisas estavam finalmente dando certo, até o comandante chamar por mais guardas e me manter ocupando tanto com ele como com dois caras ao mesmo tempo, e o professor, com 2 guardas. Fomos lutando até sair do palácio ou whatever e estávamos ganhando, eu estava lutando só com o comandante agora e mais um amigo dele, enquanto o professor, só com um guarda. Até que ele tomou uma flechada na perna de algum arqueiro-sniper que estavam escondido no topo da construção. Na mesma hora em que eu gritei “Nãããããão!”, tomei uma flechada no peito e senti meu ar indo embora... Talvez tivesse acertado algum pumão... doía muito. Eu me ajoelhei, vendo o guarda que antes lutava com o professor amarrar ele e se preparar para ir embora novamente... eu falei “não,dessa vez, não!” e senti uma enorme força apoderar meu corpo, que me motivou a ficar de pé de novo... Consegui desarmar tanto o comandante como o amigo dele com um só golpe, mas já era tarde, o cara a cavalo já tinha fugido de novo. Matei o guarda pra dar medo no comandante e conversei muito tempo com ele, com a espada apontada para ele. O arqueiro sniper tinha descido do teto do quartel general e estava agora por perto, ameaçando atirar mais uma flecha em mim.

Eu ignorei. O comandante me contou uma história de como foi parar no exército e tudo... E eu ouvi... não lembro o que ele falou, mas eu falei algo como “quer saber... Você que fique vivo, não vai mais ser problema pra mim...” No momento emq eu dei as costas, senti a lateral de meu rosto arder muito e logo depois vi uma flecha passando na minha frente. Olhei pra trás e o comandante estava com a espada em mãos já, pronto pra me atacar, e o arqueiro sniper colocando mais uma flecha, mas diferente... De fato, quando ele a a atirou em mim, era um monte de corda que se envolveu no meu corpo e eu caí sentado, sem poder mover minhas pernas, bem perto do penhasco que circundava o quartel general e uma ponte na sua entrada. Eu sorri de leve e falei “perco, mas não morro pra vocês” e me atirei pro buraco, de costas, vendo o céu se distanciar conforme eu caía. Era bem menos alto do que eu pensava, tinha uns 15 ou 20 metros de altura... ouvi o comandante falar algo do tipo “ACERTE ELE ANTES DE ELE MORRER!” e vi uma flecha passando do lado dos meus pés, que estavam pra cima enquanto eu caía. Eu bati com tudo as costas e rolei 3, 4 vezes pra trás, até parar em alguma irregularidade que tinha na grama. Tudo doía... Mas eu sabia que iria sair vivo dali... A visão tava começando a falhar... Mas eu ia sair vivo dali... O professor ainda tava contando comigo, sabia que tava. Eu não podia falhar com ele.

Chorei pra caralho nessa parte \/

Quando abri os olhos de novo, um brilho ameno e levemente azulado invadiu meu olho, lembrava um lugar sub aquático.. e de fato, olhando para cima, você via a superfície da água e o sol incidindo sobre ela. A sensação era de estar dentro de uma piscina, mas eu respirava normalmente. Eu também não me molhava, As paredes eram de azulejos azuis e a sala era pequena, talvez 6x6m. No centro dela tinha uma fonte linda que jorrava a água mais pura do mundo. E do lado dessa fonte, estava uma mulher, de no máximo 20 anos, cabelo ruivo pendendo pro vermelho, preso em um rabo de cavalo, vestido de noiva, olhos verdes e lindos. Ela olhou pra mim e me chamou de “Darkness”, foi quando eu me lembrei de meu nome. (yay, eu era o darkness, mas um darkness bem diferente do tíbia ‘-‘), ela me abraçou e falou que sentiu muito a minha falta, que me esperava já tinha muito tempo... Os olhos dela estavam se enchendo de lágrimas de felicidade. Eu abracei ela, quase que chorando também, mesmo sem saber muito quem era aquela mulher... Só que era familiar e que eu sentia algo muito forte por ela. “Como eu estou feliz em te ver!” disse ela. Uns poucos minutos depois, ela entrou em um carro preto, que simplesmente se materializou em um canto enquanto eu estava de costas, que lembrava um Picasso. Ela falou que já era hora dela ir... E que tinha um presente que guardava há muito tempo pra mim, de despedida. Ela me deu um bonezinho amarelo, velho e sujo... E quando peguei aquilo em mãos, uma TORRENTE de memórias invadiu minha mente. Lembrei dela criança e eu brincando com ela... Um dia tava muito sol e dei o boné pra ela. Ela adorou aquele negócio, passou a usar sempre... Depois que fui invadido por essas memórias, me dei conta de que ela estava dando partido no carro e indo embora... Eu estendi o braço e falei “não... Sophia, não vá!” ela sorriu de leve, um misto de triste com feliz e falou “Já deu minha hora faz tempo...” e o carro foi andando lentamente em direção a uma das paredes, até sumir. Eu não tinha conseguido me mexer e a única coisa que gritei foi “não!!!”, me ajoelhando no chão e chorando, muito. Eu dei um soco no chão com a mão livre e apertei o boné com outra, porque aquela era a única coisa que eu tinha dela... Aquele sentimento de saudade, de frustração... Se apoderava de mim... Eu estava sozinho, agora. Eu ajustei o boné e assim que o vesti, aquele lugar foi se tornando, aos poucos... Um brilho branco... até sumir... E eu acordar todo torto na grama, com o boné na cabeça.

- fim do sonho-. Acordei chorando pra caralho depois dessa cena u.u
Voltar ao Topo Ir em baixo
Samuel
Administrador - Run! Run! Run!
Administrador - Run! Run! Run!
avatar


Ficha da Personagem
Personagem: Todos.
Vocação:

MensagemAssunto: Re: Uma estória que talvez vocês gostem.   Seg Abr 08, 2013 12:21 pm

Só a Sophia pra chegar com um boné amarelo todo cagado e depois ir embora num carro preto sem dar nem um tchau. Darkness deveria ter derramado pipoca nela.

Btw, eu NUNCA tive sonhos assim... O mais próximo que eu cheguei desse tipo de sonho foi uma vez que eu sonhei que eu era o líder de uma ordem ninja, e os membros da ordem eram alguns colegas meus de sala. Aí tipo, tinha um bicho gigante (Gigante meeeesmo) querendo comer minha escola (?), aí juntava um pelotão de assassinos estudantes na rua e eles ia correndo na minha frente enquanto eu abaixava pra fazer uma chidori. Depois que a Chidori tava feita eu sai em diagonal, voando com o raio na mão na direção do bicho gigante comedor de escolas. Muito doido.
E o professor me fez lembrar dessa pic:


Viaji kara
Voltar ao Topo Ir em baixo
Growl~
Mais de 3000?! Sem ss é fake!
Mais de 3000?! Sem ss é fake!



Ficha da Personagem
Personagem:
Vocação:

MensagemAssunto: Re: Uma estória que talvez vocês gostem.   Seg Abr 08, 2013 2:41 pm

Parece uma mistura de Jak&dexter com hatchet&clank com spyro com skyrim.

Ontem eu sonhei algo tipo isso
Spoiler:
 

e mais uma pá de romance que vocês não querem saber.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Samuel
Administrador - Run! Run! Run!
Administrador - Run! Run! Run!
avatar


Ficha da Personagem
Personagem: Todos.
Vocação:

MensagemAssunto: Re: Uma estória que talvez vocês gostem.   Seg Abr 08, 2013 3:07 pm

Você que fez esse desenho de baixo?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Not The Facepalm
Pessoa Normal
Pessoa Normal
avatar


Ficha da Personagem
Personagem:
Vocação:

MensagemAssunto: Re: Uma estória que talvez vocês gostem.   Seg Abr 08, 2013 3:12 pm

Cara, nem li. xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Growl~
Mais de 3000?! Sem ss é fake!
Mais de 3000?! Sem ss é fake!



Ficha da Personagem
Personagem:
Vocação:

MensagemAssunto: Re: Uma estória que talvez vocês gostem.   Seg Abr 08, 2013 3:53 pm

Ainda não sou tão bom.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Irgulino
CONTRIBUINTE - Senhor das Almas
CONTRIBUINTE - Senhor das Almas
avatar


Ficha da Personagem
Personagem: Irgul
Vocação: Maluco Beleza

MensagemAssunto: Re: Uma estória que talvez vocês gostem.   Seg Abr 08, 2013 4:05 pm

Filipe é muito escroto. HAHAHAHA
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tails
Membro
Membro



Ficha da Personagem
Personagem: Minotaur Tuckz
Vocação: Bêbado Profissional

MensagemAssunto: Re: Uma estória que talvez vocês gostem.   Seg Abr 08, 2013 4:26 pm

Growl~ escreveu:
Parece uma mistura de Jak&dexter com hatchet&clank com spyro com skyrim.

Ontem eu sonhei algo tipo isso
Spoiler:
 

e mais uma pá de romance que vocês não querem saber.

Nunca joguei ratchet & clank, meu irmão comprou... vc recomenda? Anyway, contaí rapaz.

Sobre o Filipe... auahhuaa escrotão mesmo, mas eu n escrevi pra vcs lerem, eu curto colecionar sonhos...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Arkrotep
Esse cara deve floodar, só pode!
Esse cara deve floodar, só pode!
avatar


Ficha da Personagem
Personagem:
Vocação:

MensagemAssunto: Re: Uma estória que talvez vocês gostem.   Seg Abr 08, 2013 5:07 pm

Wall text do caralho. Depois leio.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Growl~
Mais de 3000?! Sem ss é fake!
Mais de 3000?! Sem ss é fake!



Ficha da Personagem
Personagem:
Vocação:

MensagemAssunto: Re: Uma estória que talvez vocês gostem.   Seg Abr 08, 2013 5:19 pm

Tails escreveu:

Nunca joguei ratchet & clank, meu irmão comprou... vc recomenda? Anyway, contaí rapaz.
Só joguei o antigo, o gplay era uma bosta, a história era clichê e não tinha nada de especial.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Uma estória que talvez vocês gostem.   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Uma estória que talvez vocês gostem.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» eletricidade estática = FRIZZ
» Mitologia Grega- Qual Deusa você é? Descubra!
» Explica melhor Cristão isso que você escreveu está ocorrendo na Graça CCB ??
» ONDE VOCÊ PASSARÁ A ETERNIDADE
» Quem é Deus pra você?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: OFF-TOPIC :: Off-topic-
Ir para: